JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Servidor Público na Lei 8.112 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Notícias Jurídicas

Últimas notícias

Procon-MG promove evento Procon-MG fala com Você - Lei de Meia-entrada
Eventos - (14/05/2019)

Procon-MG promove 22º Encontro sobre Consumo e Regulação - Boas Práticas na Revenda de Produtos Cárneos
Eventos - (24/04/2019)

Procon-MG promove 7ª Edição do Momento educAtivo com o tema "O que o consumidor deve saber na hora de contratar um empréstimo?"
Eventos - (25/03/2019)

Procon-MG promove 21º Encontro sobre Consumo e Regulação - Proteção de Dados Pessoais e Defesa do Consumidor
Eventos - (20/03/2019)

Procon-MG promove evento no Dia Mundial de Defesa do Consumidor
Eventos - (07/03/2019)

Procon-MG promove Encontro sobre Capacitação em Publicidade de Alimentos e Direitos do Consumidor
Eventos - (25/11/2018)

Procon-MG promove evento sobre boas práticas de preparo e venda de alimentos ao consumidor
Eventos - (15/11/2018)

Procon-MG promove 6ª Edição do Momento educAtivo, dessa vez com o tema "A liberdade de escolha do consumidor sob a perspectiva comportamental"
Eventos - (02/10/2018)

Mais notícias do dia...

Mantida prisão de quadrilha que aplicava golpes em turistas

Perguntas e Respostas JurisWay
Ferramentas Facebook:
Envie para um amigo:


Ou compartilhe com todos:

A juíza Alessandra de Araújo Bilac Moreira, da 40ª Vara Criminal da Capital, manteve a prisão preventiva de 19 garotas de programa e de cinco homens, que aplicavam o golpe Boa Noite, Cinderela em turistas estrangeiros, em Copacabana, Zona Sul do Rio. A quadrilha foi desarticulada no mês passado por policiais da Delegacia de Atendimento aos Turistas (Deat), após investigações que incluíram interceptações telefônicas com autorização judicial.

A manutenção da prisão é necessária para garantir a ordem pública, uma vez que se trata de quadrilha bem estruturada, com divisão de tarefas, a qual, por diversas vezes ministrou substância entorpecente a turistas estrangeiros, para obtenção de vantagem econômica, justificou a juíza na decisão.

Segundo denúncia do Ministério Público estadual, as prostitutas se reuniam no bar Balcony, na Avenida Atlântica, onde furtavam os turistas, principalmente estrangeiros. Elas ministravam algum tipo de droga nas bebidas das vítimas, que ficavam com a capacidade de resistência reduzida. Enquanto umas se apoderavam dos cartões de crédito dos turistas, outras se encarregavam de obter as máquinas da empresa Cielo para subtrair dinheiro dos turistas.

Os valores arrecadados eram divididos entre os membros da quadrilha, inclusive os cafetões e companheiros das prostitutas. Para a juíza, o crime repercute mal na imagem do Brasil no exterior. O crime praticado é de extrema gravidade e existe perigo concreto de reiteração da conduta criminosa, o que macula sobremaneira a imagem de nosso país no exterior, afirmou.

Nº do processo: 0161121-15.2012.8.19.0001

Voltar para notícias

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.
 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados