JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Notícias Jurídicas

Últimas notícias

Procon-MG promove evento Procon-MG fala com Você - Precificação
Eventos - (01/08/2019)

Procon-MG promove 22º Encontro sobre Consumo e Regulação - Boas Práticas na Revenda de Produtos Cárneos
Eventos - (24/04/2019)

Procon-MG promove 7ª Edição do Momento educAtivo com o tema "O que o consumidor deve saber na hora de contratar um empréstimo?"
Eventos - (25/03/2019)

Procon-MG promove 21º Encontro sobre Consumo e Regulação - Proteção de Dados Pessoais e Defesa do Consumidor
Eventos - (20/03/2019)

Procon-MG promove evento no Dia Mundial de Defesa do Consumidor
Eventos - (07/03/2019)

Procon-MG promove Encontro sobre Capacitação em Publicidade de Alimentos e Direitos do Consumidor
Eventos - (25/11/2018)

Procon-MG promove evento sobre boas práticas de preparo e venda de alimentos ao consumidor
Eventos - (15/11/2018)

Procon-MG promove 6ª Edição do Momento educAtivo, dessa vez com o tema "A liberdade de escolha do consumidor sob a perspectiva comportamental"
Eventos - (02/10/2018)

Mais notícias do dia...

Coligação de Alckmin ajuíza duas representações contra coligação de Lula por suposta invasão de horário eleitoral

Perguntas e Respostas JurisWay
Ferramentas Facebook:
Envie para um amigo:


Ou compartilhe com todos:

A coligação Por um Brasil Decente (PSDB/PFL), que tem Geraldo Alckmin como candidato à Presidência da República, ajuizou duas Representações (RP 1049 e 1053) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), neste fim de semana, reclamando de invasão de propaganda destinada a candidatos ao cargo de governador, por parte da coligação A Força do Povo (PT/PRB/PCdoB) e seu candidato à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva. Alega na primeira Representação (RP 1049), protocolada nesse sábado à noite (26), que Lula, candidato à reeleição, teria se utilizado para promoção pessoal de uma inserção de 30 segundos do horário destinado à propaganda do candidato ao governo do Estado da Bahia Jaques Wagner, pela coligação A Bahia de Todos Nós. Informa que tal inserção fora veiculada no dia 24 de agosto, entre 21h19 e 22h02, nas emissoras de televisão Bandeirantes, Globo, SBT e Record. Sustenta ainda na ação que o tempo da propaganda para governador foi integralmente utilizado pelo candidato à Presidência, com induvidosa existência de desvio do horário eleitoral. Diante das alegações, a coligação de Geraldo Alckmin afirma que houve violação do artigo 23 da Resolução 22.261 do TSE e pede a suspensão de uma inserção de 30 segundos da propaganda de Lula à Presidência, correspondente à inserção veiculada em cada emissora no dia 24 de agosto. Na outra ação (RP 1053), ajuizada na tarde deste domingo(27), os argumentos da coligação Por um Brasil Decente são os mesmos da anterior, mas, segundo a representação, a propaganda que teria sido invadida seria a do candidato ao governo do Estado da Paraíba Zé Maranhão, da coligação Paraíba de Futuro (PRB/PT/PMDB/PSB/PCdoB). No segundo caso, a aliança em favor do candidato Geraldo Alckmin requer a suspensão de tempo equivalente ao das inserções de 30 segundos veiculadas no dia 25 de agosto - pelas emissoras de TV afiliadas da Bandeirantes, da Globo, da Record e do SBT na Paraíba -, em que Lula teria se beneficiado da propaganda para governador. O relator das duas ações é o ministro Ari Pargendler (foto). AR/SI

Voltar para notícias

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.
 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados