JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Notícias Jurídicas

Últimas notícias

Procon-MG promove evento Procon-MG fala com Você - Precificação
Eventos - (01/08/2019)

Procon-MG promove 22º Encontro sobre Consumo e Regulação - Boas Práticas na Revenda de Produtos Cárneos
Eventos - (24/04/2019)

Procon-MG promove 7ª Edição do Momento educAtivo com o tema "O que o consumidor deve saber na hora de contratar um empréstimo?"
Eventos - (25/03/2019)

Procon-MG promove 21º Encontro sobre Consumo e Regulação - Proteção de Dados Pessoais e Defesa do Consumidor
Eventos - (20/03/2019)

Procon-MG promove evento no Dia Mundial de Defesa do Consumidor
Eventos - (07/03/2019)

Procon-MG promove Encontro sobre Capacitação em Publicidade de Alimentos e Direitos do Consumidor
Eventos - (25/11/2018)

Procon-MG promove evento sobre boas práticas de preparo e venda de alimentos ao consumidor
Eventos - (15/11/2018)

Procon-MG promove 6ª Edição do Momento educAtivo, dessa vez com o tema "A liberdade de escolha do consumidor sob a perspectiva comportamental"
Eventos - (02/10/2018)

Mais notícias do dia...

TJMT autoriza interposição de recurso sem depósito prévio

Perguntas e Respostas JurisWay
Ferramentas Facebook:
Envie para um amigo:


Ou compartilhe com todos:

Em decisão unânime, a Primeira Turma de Câmaras Cíveis Reunidas concedeu segurança ao mandado interposto por um homem em virtude da exigência de depósito prévio de 10% do valor de multa imposta em procedimento ambiental como condição para interposição de recurso administrativo. O mandado foi ajuizado contra o secretário de Estado de Meio Ambiente (Mandado de Segurança Individual nº. 22563/2008).

 

No mandado, o impetrante aduziu que a exigência ofende seu direito de petição, como também ao exercício de duplo grau de jurisdição na seara administrativa, assim como os princípios do contraditório e da ampla defesa. Por isso, requereu, com êxito, a permissão para interpor recurso administrativo sem o depósito prévio.

 

            Segundo o relator do recurso, desembargador Guiomar Teodoro Borges, essa imposição contraria o direito líquido e certo da pessoa, já que a exigência do depósito prévio ofende o art. 5º, inciso LV da Constituição Federal. De acordo com o desembargador, em decisão recente o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que é inconstitucional a exigência de depósito prévio como condição de admissibilidade de recurso na esfera administrativa. E o Superior Tribunal de Justiça (STJ) alterou sua jurisprudência, acompanhando a decisão do STF.

 

            A decisão foi em conformidade com o parecer ministerial. Participaram do julgamento o desembargador Licínio Carpinelli Stefani (2º vogal); a juíza Juanita Cruz da Silva Clait Duarte (3ª vogal convocada); a juíza substituta de Segundo Grau Clarice Claudino da Silva (4ª vogal convocada); o desembargador José Tadeu Cury (5º vogal), o desembargador Jurandir Florêncio de Castilho (6º vogal) e o desembargador Donato Fortunato Ojeda (7º vogal).

 

 

Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Voltar para notícias

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.
 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados