JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Produção de Textos com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
Avaliação
do curso:
795 internautas
Compartilhe este curso com seus amigos:

Facebook:


Twitter:


Google+ (Plus):


Alguns Comentários
8
30/07/2013
15:02:10
bom

10
15/10/2009
17:30:41
Achei o curso muito proveitoso, pois explicou detalhadamente cada ponto, e ainda apresentou exemplo claros de cada assunto. Achei muito dinâmico, esclareceu algumas dúvidas sobre assuntos diferentes do que está em curso. Muito bom!


10
20/04/2010
12:24:02
Esclarecedor em sede de entender as razões dos Juizados Especiais e as críticas pertinentes no sentido de atualizá-los como garantia de celeridade processual sem sacrifício do Devido Processo Legal.

9
31/10/2011
09:07:14
Quanto ao conteúdo o curso está muito bom; está bem didático. Porém, há vários erros de digitação / gramática.

5
11/10/2010
10:15:48
Não se pode imaginar que a excessiva quantidade de recursos, o excessivo formalismo do CPC, ultrapassado, seja garantia de justiça, como se existisse um modelo de perfeição. Temos, sim, que buscar um modo de fazer justiça mais adequado ao nosso tempo. Em um tempo em que as pessoas, empresas, instituições, se comunicam extremamente rápido, decidem rápido, não podemos ter uma "JUSTIÇA" que leve anos para dizer algo. Nesse aspecto, o processo do JUIZADO é muito melhor que o CPC. O processo do juizado pode merecer críticas, porém, o parâmetro para a crítica não podem ser os institutos do CPC. E mais, não podemos fazer discursos corporativistas: a ausência de advogados em causas de menor valor efetivamente GARANTE acesso à justiça, pois se assim não fosse, os advogados teriam que ser MUITO CARIDOSOS, teriam que trabalhar quase de graça em acompanhar processos para os pobres (ou aconselhariam seus clientes a desistir da causa, por não valer o trabalho), ou, em um país onde falta recursos para quase tudo (saúde, educação etc) teríamos que alocar grande quantidade de recursos para pagar caro por advogados públicos, tornando mais custoso o processo do que o próprio fim que ele almeja (o meio não pode ser mais custoso que o fim). Fico por aqui.
P.S. recomendo corrigir: está escrito em certa página "falio", e em outra "fália", em vez de "falho" e "falha".
Grato
GILBERTO TERRA

10
07/03/2015
09:35:18
Excelente iniciativa. Conteudo apresentado de forma muito objetiva sendo elemento catalizador para o leitor estudar o tema conforme sua experiência no Juizado Especial Cível. O JEC tem muito a ser melhorado pois comete muitos erros e injustiças, nos julgamentos, mesmo com a participação do advogado que apresenta todas as evidencias e provas, com aplicação do conhecimento técnico adequado.


10
02/09/2010
21:00:42
Muito bom, tanto que não consigo me desligar do curso.
Parabens pela iniciativa.

6
25/07/2009
17:12:49
Merece uma revisão de texto.O que significa...
-Fálio ?
-A presença do advogado no processo constitui fator observância compulsória(slide13)?
-persisteria(slide 38)?
-jurisdição falia(sic), entregue os arbítrios dos juízes( slide 45)?
-No artigo 33 da Lei nº9099 / 95 encontra-se uma regra choca(sic) frontalmente com as principais garantias emanadas do Princípio do Devido Processo Legal(slide 77)


 Cursos Gratuitos Online JurisWay
Você está acessando o JurisWay como visitante.

Se quiser, identifique-se acima com email e senha
para salvar este curso em seu histórico.

Um dos graves problemas encontrados na Justiça Brasileira é a demora na resolução dos conflitos. E diante dessa situação, surgiu a Lei nº 9.099/95, que pode ser considerada uma tentativa de acelerar o processo, trazendo ao cidadão uma rápida resposta judicial às suas demandas.
Contudo, ao implementar medidas que visam acelerar o procedimento, a referida lei incorreu em alguns equívocos, que são fontes geradoras de graves prejuízos aos indivíduos.
Dessa forma, o presente curso visa destacar esses aspectos polêmicos alertando as pessoas sobre essas falhas no funcionamento dos Juizados Especiais Cíveis.



Veja também
outros cursos de
Direito Processual Civil

» Como funcionam os atos processuais?
» Da Ação
» Processo e procedimento: saiba o que cada um significa e objetiva
» A prova no Processo Civil
» Como funciona uma audiência
» A resposta do réu - Como elaborar uma exceção?
» Como proceder em uma Ação monitória
» A resposta do réu - Como elaborar uma reconvenção?
» Sentença: porque esta decisão é tão almejada por todos?
» Uma questão de competência!
» O que são Embargos de Declaração?
» Apontamentos sobre as alegações finais
» Anotações sobre a ação de prestação de contas
» Juizado Especial Cível
» O Princípio do Devido Processo Legal
» Multa cominatória - Astreintes
» Considerações sobre o litisconsórcio
» Ação de nunciação de obra nova: uma forma de reação
» Ação Declaratória
» Custas judicias e Gratuidade
» Como funciona a Ação de Exibição?
» Medidas de Urgência - Parte I: Antecipação de Tutela
» Medidas de Urgência Parte II - Liminar
» Medidas de Urgência - Parte III: Distinções entre Liminar e Antecipação
» Ação de consignação em pagamento
» A responsabilidade patrimonial na ação de execução
» Conhecendo o procedimento cautelar
» O que é apelação?
» Teoria Geral dos Recursos Cíveis
» Intervenção de terceiros: oposição
» O que é recurso adesivo?
» Medida Cautelar - Arresto
» Medida Cautelar - Caução
» Procedimentos Especiais - Embargos de Terceiro
» Procedimentos Especiais
» Medida Cautelar - Produção Antecipada de Provas
» Medida Cautelar - Busca e Apreensão
» Intervenção de terceiros: nomeação à autoria
» Medida Cautelar - Atentado
» Medida Cautelar - Posse em Nome do Nascituro
» Medida Cautelar - Seqüestro
» Protesto, Notificação, Interpelação.
» Títulos - Protesto e Apreensão e outras Medidas Cautelares
» Justificação
» A impugnação no cumprimento de sentença
» Medidas Cautelares: Alimentos Provisionais e Arrolamento de bens
» Ação de divisão e da demarcação de terras particulares
» Petição Inicial I- Primeiro passo
» Petição Inicial II - Desenvolvimento
» Petição Inicial III - Finalizando a peça
» Petição Inicial e seus Trâmites
» O que é revelia?
» Modalidades de defesa do executado - Parte I
» Modalidades de defesa do executado - Parte II
» Ação de Execução
» Embargos do devedor
» Apontamentos sobre as formas de expropriação
» Introdução ao processo de execução
» A penhora
» Apontamentos sobre a ação rescisória
» Os títulos executivos judiciais
» Recursos- Conceito e classificação
» Requisitos de admissibilidade de um recurso
» Agravo I- Modalidade: Retido
» Agravo II- Modalidade: Instrumento
» Embargos Infringentes
» O que são Embargos de Divergência?
» Recurso Ordinário
» Incidente de Uniformização de Jurisprudência e as Súmulas
» Recurso Extraordinário e Recurso Especial
» Cumprimento de sentença
» Procedimento comum no Novo Código de Processo Civil: parte I
» Procedimento comum no Novo Código de Processo Civil: parte II
» Procedimento comum no Novo Código de Processo Civil: parte III
» Petição Inicial no Novo Código de Processo Civil- Parte I
» Petição Inicial no Novo Código de Processo Civil- Parte II
» Petição Inicial no Novo Código de Processo Civil- Parte III
» Petição inicial e seus trâmites no Novo Código de Processo Civil - Parte I
» Petição inicial e seus trâmites no Novo Código de Processo Civil - Parte II
» Contestação no Novo Código de Processo Civil - Parte I
» Contestação no Novo Código de Processo Civil - Parte II
» Contestação no Novo Código de Processo Civil - Parte III
» Reconvenção no Novo Código de Processo Civil
» Revelia no Novo Código de Processo Civil
» Das providencias preliminares no Novo Código de Processo Civil
» Do saneamento do processo no Novo Código de Processo Civil
» Audiência de Instrução e Julgamento no Novo Código de Processo Civil
» Aspectos gerais do Novo Código de Processo Civil - Lei nº 13.105/15
» Teoria Geral dos Recursos Cíveis de acordo com o Novo Código de Processo Civil - Parte I
» Teoria Geral dos Recursos Cíveis de acordo com o Novo Código de Processo Civil - Parte II
» Requisitos de admissibilidade de um recurso de acordo com o Novo Código de Processo Civil
» Recursos - Conceitos e classificações de acordo com o Novo Código de Processo Civil
» Disposições gerais dos recursos cíveis no Novo Código de Processo Civil
» Embargos de Declaração no Novo Código de Processo Civil
» Recurso de Apelação no Novo Código de Processo Civil
» Agravo de Instrumento no Novo Código de Processo Civil
» Recurso Ordinário no Novo Código de Processo Civil
» Agravo Interno no Novo Código de Processo Civil
» Recurso Extraordinário e Recurso Especial no Novo Código de Processo Civil
» Agravo em Recurso Especial e Extraordinário do Novo Código de Processo Civil
» Embargos de Divergência no Novo Código de Processo Civil

Veja também:

» Cursos Jurídicos

» Cursos de Português

» Cursos de Desenvolvimento Pessoal

Copyright (c) 2006-2018. JurisWay - Todos os direitos reservados