JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor

Últimos artigos

Um bom acordo é quando tudo se encaixa
23/07/2014

Adiantamento do 13º salário: ajuda financeira que pode ser bem-vinda
23/07/2014

Norma da ABNT em vigor há um ano restringe reformas em imóveis novos
23/07/2014

Inscrições para o Sisutec começam a partir desta segunda-feira
21/07/2014

Saiba fazer a transferência de dívida de carro ou imóvel para outra pessoa
21/07/2014

ingressos na Copa foram maior reclamação no Procon estadual
21/07/2014

Estudar no exterior já é realidade da classe C
21/07/2014

Além do 'efeito Copa': produtos e serviços no Rio subiram até 143% entre os Mundiais de 2010 e 2014
21/07/2014

Norma da ABNT em vigor há um ano restringe reformas em imóveis novos
21/07/2014

Caixas eletrônicos serão substituídos por banco 24 horas
21/07/2014

Mais artigos...

 

Rio vai distribuir cartilha com alerta aos pais sobre comida industrializada

Texto enviado ao JurisWay em 15/07/2014.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

Rio vai distribuir cartilha com alerta aos pais sobre comida industrializada
14/7/2014
imagem transparente

O material será distribuído em escolas e unidades de saúde da rede municipal

BEATRIZ SALOMÃO

Rio - O biscoito tem a crocância e o sabor que a garotada gosta. E ainda vem com figurinha para colecionar. Logo após a propaganda, vem a frase: ‘Mãe, compra?’. Para alertar os responsáveis sobre os riscos de ceder a esse pedido e de comprar produtos industrializados para os pequenos, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro lançou um guia completo. 

O material será distribuído em escolas e unidades de saúde da rede municipal. O principal objetivo é mostrar aos pais que os produtos infantis industrializados que aparecem nos comerciais são ricos em sal, açúcar e gordura e, por isso, prejudicam a saúde dos pequenos. 

Clique sobre a imagem para melhor visualização
Foto:  Arte O Dia

Luciana Azevedo Maldonado, coordenadora de Projetos Educativos do Instituto de Nutrição Annes Dias (Inad), da SMS, aponta que as crianças são o foco das propagandas devido ao poder de persuasão que exercem com os responsáveis, definido o que eles vão comprar. “No mercado, os produtos infantis ficam em local acessível aos pequenos. Aí começa a negociação com os pais”.

Além disso, os ingredientes artificiais tornam os produtos ‘ultraprocessados’ muito saborosos —mais do que os vegetais, por exemplo. Segundo a nutricionista, o excesso no consumo deles pode alterar o paladar da criança e fazer com que ela passe a rejeitar alimentos naturais por considerá-los ‘sem gosto’.

Luciana alerta ainda que, muitas vezes, os pais acreditam que tais alimentos são fonte de vitaminais e minerais — estratégia publicitária conhecida como ‘Banho de Saúde’. Ela lembra que existe acréscimo de nutrientes nos produtos industrializados, mas que consumi-los não compensa o mal à saúde que eles causam. “Mesmo com as vitaminas, continuam sendo prejudiciais. Além disso, a absorção de vitaminas artificiais não é tão boa como comer o alimento natural”, explica. 

Mais um motivo para os responsáveis resistirem ao pedido dos pequenos são os efeitos dos industrializados no organismo. Ana Paula Cruz, nutricionista do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), explica que, além de obesidade, hipertensão e colesterol alto, os produtos podem causar alergias e intoxicação alimentar. “Macarrão instantâneo e biscoito recheado são os grandes vilões, pelo excesso de sal e gordura”, alerta. 

Já que é difcíl manter seu filho longe dos comerciais que passam no intervalo do desenho animado, a dica é: resista aos pedidos e ofereça opções saudáveis, como a comida caseira. Ainda segundo Luciana, ler a lista de ingredientes também é fundamental para saber a quantidade de substâncias nocivas (gordura, açúcar, sódio e conservantes). Elas vêm listadas em ordem decrescente em relação à quantidade.



Fonte: Ig
Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados