JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

Quer pagar quanto pela luz?

Nova cobrança vai prever preços de acordo com o horário. De dia, energia será mais barata

Texto enviado ao JurisWay em 30/11/2011.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

POR PRISCILA BELMONTE

Rio - A conta de luz vai ficar mais barata para quem usar energia fora dos horários de pico. A novidade  está prevista no regulamento de estrutura tarifária do setor de distribuição de energia, aprovado ontem pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para consumidores de baixa tensão (residenciais, comerciais, industriais e de áreas rurais), a principal mudança é a criação da modalidade tarifária branca — uma alternativa à convencional hoje em vigor. Serão oferecidos três patamares para tarifa de energia, de acordo com os horários de consumo.

Arte: O Dia
Arte: O Dia

De segunda a sexta-feira, uma tarifa mais barata será empregada na maioria das horas do dia; outra mais cara, no horário em que o consumo de luz atinge o pico máximo, no início da noite; e a terceira, intermediária, será entre esses dois horários. Nos fins de semana e feriados, outra vantagem: a tarifa mais barata será empregada para todas as horas do dia. A tarifa branca será opcional, e as regras passarão a valer entre os anos de 2012 e 2014.

O novo tipo de cobrança será opcional e levará tempo para ser oferecido em todo o País. Todos os atuais medidores terão que ser trocados pelos do tipo eletrônico, capaz de aferir preços diferentes para os horários de consumo. Chamados de “inteligentes”, esses novos medidores já existem, mas ainda estão em fase de testes e aprimoramento.

 



Fonte: O Dia Online
Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
 
Copyright (c) 2006-2018. JurisWay - Todos os direitos reservados