Prova Concurso Público - TCE/AM - Auditor - Julho/2007 - FCC

Questão Difícil
(0% a 30% de acertos)

Até agora, apenas 27% acertaram esta questão.

404 pessoas responderam.

Língua Portuguesa

Anexo para as questões 1 a 10

Atenção: As questões de números 1 a 10 baseiam-se no texto a seguir.






Exibir/Ocultar texto completo deste anexo.


8ª Questão:

Essa insistência na natureza indiciária da medicina inspirava-se na contraposição - enunciada pelo médico pitagórico Alcmeon - entre a imediatez do conhecimento divino e a conjeturalidade do humano.

O trecho acima está correto e claramente reescrito em:

a) A oposição - exposta por Alcmeon, médico pitagórico - entre a imediatez do conhecimento divino e a presumibilidade do conhecimento humano influenciava tal insistência na índole semiótica da medicina.

110 marcações (27%)
b) O caráter imediato do conhecer divino, quando oposto à natureza idílica da sabedoria dos seres humanos, segundo asseverou Alcmeon, médico da era de Pitágoras, o inspirava na reiteração constante da natureza indiciária da medicina.

88 marcações (22%)
c) Alcmeon, médico pitagórico, reivindicou a contraposição entre a perenidade dos conhecimentos de Deus e a contingencialidade dos homens, dicotomia inspiradora dessa evidente permanência do caráter indiciário da medicina.

85 marcações (21%)
d) O paradoxo entre a permeabilidade do conhecimento divino e opacidade do humano emitido pelo médico pitagórico Alcmeon, determinou, por princípios inspiradores, a perseverança desse perfil indiciário que a medicina tem.

60 marcações (15%)
e) A reiteração desse caráter sintomático (ou semiológico) da medicina era forjada na ambivalência − proferida por Alcmeon − médico pitagórico − entre o saber indiscutível dos deuses e o saber comum do homem.

61 marcações (15%)


Lembre-se: Salvo disposição em contrário, as questões e o gabarito levam em consideração a legislação em vigor à época do edital desta prova, que foi aplicada em Julho/2007.