Prova Concurso Público - TJ/PA - Juiz Estadual - 2005 - TJ

Dificuldade Média
(30% a 60% de acertos)

Até agora, cerca de 41% acertaram esta questão.

1.487 pessoas responderam.

Direito Administrativo


34ª Questão:

Em decorrência do princípio da supremacia do interesse público, é vedado afirmar que:

a) não é permitido à Administração Pública constituir terceiros em obrigações mediante atos unilaterais, devendo haver, nesses casos, a propositura da ação própria.

615 marcações (41%)
b) o princípio em cotejo traz consigo a exigibilidade do ato, traduzida na previsão legal de a Administração impor sanções ou providências indiretas que induzam o administrado a acatá-lo.

231 marcações (16%)
c) enseja à Administração a chamada auto-executoriedade do ato administrativo.

137 marcações (9%)
d) possibilita à Administração Pública revogar os próprios atos inconvenientes ou inoportunos.

192 marcações (13%)
e) o princípio em apreço não se encontra expresso na Constituição Federal, mas apenas a sua alusão.

312 marcações (21%)


Lembre-se: Salvo disposição em contrário, as questões e o gabarito levam em consideração a legislação em vigor à época do edital desta prova, que foi aplicada em 2005.