Prova Concurso Público - TJ/RJ - Analista judiciário - Área Judiciária - Abril/2008 - CESPE - UnB

Dificuldade Média
(30% a 60% de acertos)

Até agora, cerca de 48% acertaram esta questão.

285 pessoas responderam.

Língua Portuguesa

Anexo para as questões 31 a 32


Exibir/Ocultar texto completo deste anexo.


31ª Questão:

Depreende-se do texto que, na época em que foi escrita a carta,

a) a variação lingüística era considerada como um fenômeno inerente às línguas em geral, como manifesta o remetente da carta no emprego da expressão “a minha intransigência etimológica” (L.3-4).

31 marcações (11%)
b) havia um padrão lingüístico estabelecido, tal como ocorre atualmente, a ser seguido pelos usuários da língua, como evidencia o trecho “submeter-me aos ditames dos mestres” (L.17).

136 marcações (48%)
c) a variação lingüística era um conceito de língua especificamente relacionado à escrita, em especial, às mudanças de grafia das palavras, tal como se concebe atualmente.

47 marcações (16%)
d) a “Academia” estava atenta às mudanças da língua escrita e da fala, mas procrastinava as decisões, que acabavam por não atender às necessidades do momento em que eram divulgadas.

54 marcações (19%)
e) já era refutada a crença de que existe uma única língua, tal como ocorre atualmente, após a introdução, nos estudos lingüísticos, do conceito de variação lingüística.

17 marcações (6%)


Lembre-se: Salvo disposição em contrário, as questões e o gabarito levam em consideração a legislação em vigor à época do edital desta prova, que foi aplicada em Abril/2008.