JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Servidor Público na Lei 8.112 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Notícias Jurídicas

Últimas notícias

Procon-MG promove 21º Encontro sobre Consumo e Regulação - Proteção de Dados Pessoais e Defesa do Consumidor
Eventos - (20/03/2019)

Procon-MG promove evento no Dia Mundial de Defesa do Consumidor
Eventos - (07/03/2019)

Procon-MG promove Encontro sobre Capacitação em Publicidade de Alimentos e Direitos do Consumidor
Eventos - (25/11/2018)

Procon-MG promove evento sobre boas práticas de preparo e venda de alimentos ao consumidor
Eventos - (15/11/2018)

Procon-MG promove 6ª Edição do Momento educAtivo, dessa vez com o tema "A liberdade de escolha do consumidor sob a perspectiva comportamental"
Eventos - (02/10/2018)

Procon-MG promove 20º Encontro sobre Consumo e Regulação - Como o banco deve lidar com seus clientes? Comentários à Resolução Bacen nº 4.539/2016
Eventos - (02/10/2018)

Workshop Gratuito - Crimes Sexuais e as inovações da Lei 13.718/2018
Eventos - (30/09/2018)

Procon-MG promove 19º Encontro sobre Consumo e Regulação - Estatuto do Torcedor e os Direitos do Consumidor
Eventos - (23/09/2018)

Mais notícias do dia...

Obras do Aeroporto de Confins (MG) apresentam indícios de irregularidades

Perguntas e Respostas JurisWay
Ferramentas Facebook:
Envie para um amigo:


Ou compartilhe com todos:

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) detectou restrição à competitividade e indícios de irregularidades no projeto básico e executivo das obras de construção do terceiro terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Confins (MG). O empreendimento, que pretende atender 5,8 milhões de passageiros por ano, tem previsão de conclusão para dezembro de 2013 e consta na Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo.

De acordo com o relatório, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) não conseguiu comprovar adequação e economicidade na escolha de soluções para o dimensionamento da estrutura metálica da cobertura. O TCU também constatou que existem irregularidades relativas à exigência de comprovação de experiência dos licitantes, o que pode levar à restrição da competitividade.

Além disso, o certame, realizado pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), foi considerado fracassado, devido ao fato de os preços apresentados pelas licitantes serem superiores às estimativas da Infraero. Segundo o relator do processo, ministro Valmir Campelo, a situação é preocupante, principalmente, porque a realização de um novo procedimento licitatório envolve trâmites burocráticos que podem impactar no cronograma de execução das obras. A possibilidade de atraso nas obras da Copa já havia sido discutida pelo tribunal em trabalhos anteriores.

O TCU alertou que a utilização do RDC em obras com término posterior à Copa do Mundo de 2014, ou Olimpíadas de 2016, só será considerada legítima em casos que ao menos fração do empreendimento tenha efetivo proveito para a realização dos megaeventos esportivos. O tribunal também determinou que a Infraero elabore, em 90 dias, projeto executivo da estrutura metálica, contendo memoriais de cálculos e justificativas para as premissas e critérios adotados. As obras serão incluídas no rol das fiscalizações do Fiscobras de 2013.


Serviço:
Acórdão: 2880/2012 - Plenário
Processo: TC 028.241/2012-6
Sessão: 24/10/12
Secom - RS
Tel.: (61) 3316-5060
E-mail: imprensa@tcu.gov.br

Voltar para notícias

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.
 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados