JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Servidor Público na Lei 8.112 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Jurisprudências

Outras jurisprudências sobre
'Interrupção fornecimento de água / luz'

STJ - Concessionária só pode cortar energia elétrica com prévio aviso.
27/10/2009

STJ - Interrupção no fornecimento de água - consumidor inadimplente - possibilidade
01/03/2007

STJ - Interrupção no fornecimento de água - consumidor inadimplente - débito passado e consolidado - possibilidade
27/02/2007

TJ-MG - Direito do Consumidor - propaganda enganosa - indenização por danos morais
09/02/2007

STJ - Interrupção no fornecimento de água - consumidor inadimplente - legalidade - não afronta o CDC
12/12/2006

TJ-SP - Corte de água - inadimplência do consumidor - possibilidade
25/09/2006

TJ-SP - Corte de água - inadimplência do consumidor - possibilidade
14/03/2006

TJ-SP - Corte de água - inadimplência - impossibilidade
31/01/2006

Veja mais...

 

TJ-MG - Direito do Consumidor - propaganda enganosa - indenização por danos morais

Data da publicação da decisão - 09/02/2007.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

Número do processo: 1.0024.05.870359-6/001(1) 
Relator: MÁRCIA DE PAOLI BALBINO
Data do acordão: 09/02/2007
Data da publicação: 08/03/2007
Ementa:


CIVIL - INDENIZAÇÃO - DANO MORAL - PROPAGANDA ENGANOSA - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR - APLICABILIDADE - PRINCÍPIOS DA TRANSPARÊNCIA E DA BOA-FÉ - PROMESSA DE VIAGEM - DEVER DE INDENIZAR - DANO MORAL - QUANTUM - RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE - RESPONSABILIDADE OBJETIVA DO FORNECEDOR - DANO MATERIAL CONFIGURADO. Nos termos do Código de Defesa do Consumidor, o fornecedor responde pela propaganda levada ao público, cujos termos o vincula. Será objetiva a responsabilidade do fornecedor pelo defeito de serviço na relação de consumo. É devida a indenização por danos morais àquele que, em virtude de propaganda enganosa, foi ludibriado na celebração do contrato. Neste caso, o conteúdo da publicidade passa a integrar o contrato firmado com o consumidor. O valor a ser pago na indenização por dano moral deve ser fixado com razoabilidade e proporcionalidade.

Importante:
1 - Todas as informações podem ser citadas na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados