JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Perguntas e Respostas

Em quais casos deve-se usar o "por quê" (separado e com acento circunflexo)?


Os conteúdos do JurisWay podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citado o nome do autor (quando disponível) e incluído um link para o site www.jurisway.org.br.

Indique aos amigos indique esta página a um amigo



A expressão “por quê” (separado e com acento circunflexo), assim como o "por que" (separado e sem acento) é usada para perguntar o motivo ou razão de alguma coisa, mas apenas nos casos nos quais essa expressão surge imediatamente antes de um ponto final, de interrogação, exclamação, reticências, ou mesmo de uma vírgula, desde que esteja no final de uma frase.

Isso ocorre porque quando o monossílabo "que" aparece no final de uma frase, ele passa a ser tônico, devendo ser acentuado.

Veja alguns exemplos:

  • Estava feliz sem saber por quê.
  • Muitos protestaram, mas não havia por quê.
  • Vocês brigaram? Mas por quê?
  • Ainda não terminou? Por quê?
  • Não sei por quê!
  • Você não me telefonou ontem por quê?
  • Eu não sei por quê, mas que ele ficou triste, isso ficou!
  • O professor nos tratou mal. Perguntamos por quê, mas ele não respondeu.
  • Por que será que eles perderam? Ah! Nem eles devem entender por quê...

Para mais informações sobre o uso do "por que", "por quê", "porque" e "porquê" acesse o curso:

Por que, por quê, porque ou porquê?




 
Copyright (c) 2006-2014. JurisWay - Todos os direitos reservados