JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Notícias Jurídicas

Últimas notícias

Mantida liminar que garantiu guarda provisória de cachorra
TJ-MS - (02/03/2015)

Direito de visita de mãe é alterado para a forma assistida por indícios de abuso sexual
TJ-GO - (02/03/2015)

Condenado hospital que exigiu cheque caução para tratamento
TJ-GO - (02/03/2015)

Plano de saúde é condenado por negar cobertura de internação em UTI
TJ-DFT - (02/03/2015)

Furnas Centrais Elétricas é obrigada a reconhecer vínculo de emprego com terceirizado
TRT - 10ª Região - DF - (02/03/2015)

É possível penhora de fração ideal de imóvel indivisível
TRT - 3ª Região - MG - (02/03/2015)

ESPECIAL: Norma coletiva que suprime ou limita horas de percurso tem ou não tem validade?
TRT - 3ª Região - MG - (02/03/2015)

Fraude no seguro-desemprego leva a condenação por má-fé
TRT - 1ª Região - RJ - (02/03/2015)

Mais notícias do dia...

TJ RO concede Habeas Corpus preventivo a depositário infiel

Perguntas e Respostas JurisWay
Ferramentas Facebook:
Envie para um amigo:


Ou compartilhe com todos:

O Juiz Valdecir Castellar Citon, convocado para compor a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, em substituição a desembargadora Zelite Andrade Carneiro, que se encontra de férias, concedeu um Habeas Corpus, com pedido de liminar, a Braulino Zampieri que estava na iminência de ser preso por depositário infiel.

O HC preventivo é um instrumento jurídico utilizado em situações que representam ameaça ao direito de ir e vir do cidadão, direito garantido pela constituição federal.

A defesa alegou que a prisão civil do depositário infiel foi considerada ilegal pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e, mesmo tendo o Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Rolim de Moura reconhecido a ilegalidade da prisão de depositário, não a revogou.

De acordo com o relator do HC, Valdecir Castellar Citon, Braulino Zampieri foi declarado depositário infiel pois não teria efetuado a entrega dos bens penhorados, bem como não apresentou comprovantes fiscais dos mesmos. No caso em questão, já existe entendimento jurisprudencial do STF, dizendo ser incabível a prisão civil do depositário infiel, disse o magistrado.

Assessoria de Comunicação Institucional - TJ RO

Voltar para notícias

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.
 
 
Copyright (c) 2006-2015. JurisWay - Todos os direitos reservados