Modelos de Declarações
STF - Contrato Temporário de Trabalho - licença maternidade - Estabilidade provisória - Possibilidade


RECURSO EXTRAORDINÁRIO Nr. 287905
PROCED.

:

SANTA CATARINA
RELATOR

:

MIN. ELLEN GRACIE

RECTE.

:

ESTADO DE SANTA CATARINA

ADV.

:

PGE-SC - IVAN S. THIAGO DE CARVALHO

RECDA.

:

ELIZANDRA MARIA FONTANA

ADVDOS.

:

LUÍS CLAUDIO FRITZEN E OUTRA




 

 


Decisão: Após o voto da Ministra-Relatora, conhecendo do recurso e dando-lhe provimento, pediu vista o Ministro Joaquim Barbosa. Ausentes, justificadamente, neste julgamento, os Senhores Ministros Celso de Mello e Gilmar Mendes. Presidiu, este julgamento, o Senhor Ministro Carlos Velloso. 2ª Turma, 05.10.2004.
 
Decisão: Depois dos votos da Ministra-Relatora e do Ministro Joaquim Barbosa, conhecendo e dando provimento ao recurso extraordinário, o julgamento foi suspenso, em virtude do pedido de vista formulado pelo Senhor Ministro Carlos Velloso. Ausente, justificadamente, neste julgamento, o Senhor Ministro Gilmar Mendes. 2ª Turma, 26.04.2005.
 
Decisão: A Turma, por votação majoritária, conheceu e negou provimento ao recurso extraordinário, vencida a Senhora Ministra-Relatora, que lhe dava provimento. O Senhor Ministro Joaquim Barbosa retificou o seu voto. Redigirá o acórdão o Senhor Ministro Carlos Velloso. 2ª Turma, 28.06.2005. 


EMENTA: CONSTITUCIONAL. LICENÇA-MATERNIDADE. CONTRATO TEMPORÁRIO DE TRABALHO. SUCESSIVAS CONTRATAÇÕES. ESTABILIDADE PROVISÓRIA. ART. 7º, XVIII DA CONSTITUIÇÃO. ART. 10, II, b do ADCT. RECURSO DESPROVIDO.


 A empregada sob regime de contratação temporária tem direito à licença-maternidade, nos termos do art. 7º, XVIII da Constituição e do art. 10, II, b do ADCT, especialmente quando celebra sucessivos contratos temporários com o mesmo empregador.

 Recurso a que se nega provimento.
 
 

Achou esta página útil? Então....

Curta ou Compartilhe com os amigos:

Recomende ao Google:

Conte aos seus seguidores:

indique esta página a um amigo Indique aos amigos


Comentários